19 de novembro de 2020 às 18:55

Cláudio Castro participa de cerimônia em homenagem às vítimas de trânsito


Crédito:Reprodução/Internet

Durante ato ecumênico em homenagem às vítimas de trânsito, o governador em exercício, Cláudio Castro, lamentou que, apesar da redução, os índices de acidentes ainda estejam altos. A cerimônia aconteceu nesta quinta-feira, na Cidade das Artes, Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, para lembrar o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito. Na presença do presidente do Detran, Adolfo Konder, e de vários líderes religiosos, Cláudio Castro lamentou a perda de vidas humanas para o trânsito e demonstrou preocupação com os jovens.

“Só será celebração o dia que nós zerarmos. Que nós não tivermos mais pais e mães chorando. Que nós não tivermos mais jovens, principalmente na sua idade mais produtiva, ainda se acidentando e perdendo a vida num acidente de trânsito. E que se temos pouco motivos para celebrar temos mais motivos ainda para lutar para que no ano seguinte a gente consiga atingir a meta, se Deus quiser, que é não ter mais nenhum acidente no estado do Rio de Janeiro.” disse o Cláudio Castro.

Segundo dados do Detran RJ, devido à pandemia da Covid-19, de janeiro a setembro deste ano, o número de vítimas de acidentes no Rio de Janeiro reduziu quase 40 por cento em comparação com o mesmo período de 2019. Ainda assim, foram quase Treze mil e quinhentas vítimas, das quais, 53 por cento foram homens jovens, entre 18 e 39 anos.

Fonte: O dia

comentários

Estúdio Ao Vivo