31 de julho de 2020 às 15:45

Confiança dos empresários do Estado do Rio aumenta neste mês de julho segundo novo índice da Firjan


Crédito:Reprodução/Internet

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) divulgou nesta semana um novo indicado de expectativas do Índice de Confiança do Empresário Industrial Fluminense (Icei-RJ), com avanços em relação à confiança da indústria estadual.

De acordo com o índice, neste último mês de julho, a confiança dos empresários fluminenses avançou mais de 10 pontos em relação ao mês de junho, e atingiu 52,5 pontos, apontando otimismo em relação aos próximos 6 meses.

A Firjan explicou que a pesquisa, composta pelos indicadores de Condições atuais e Expectativas para os próximos 6 meses, varia de 0 a 100 pontos, e os resultados entre 0 e 49,99 representam piora ou pessimismo, enquanto que entre 50 e 100 representam melhora ou otimismo.

O Icei-RJ registrava pessimismo desde abril, 1º mês após o início da pandemia, em março, quando chegou a 35,6 pontos, pior patamar da série histórica iniciada em 2010, e segundo a Firjan, o resultado positivo de julho pode ser explicado pelas expectativas relacionadas à retomada das atividades industriais e às medidas de acesso ao crédito anunciadas pelo governo federal.

O indicador analisa 3 itens, Economia Brasileira, Estado e Empresa, e neste mês de julho, todos eles apresentaram aumento significativo, com a expectativa relacionada à Empresa alcançou 57,7 pontos, à Economia Brasileira chegando a 46,1 pontos, e ao Estado registrando 38,2 pontos.

“Os industriais estão otimistas em relação ao futuro, mas o indicador de Condições atuais da Economia Brasileira, do Estado e da Empresa fechou em 33,8 pontos. Os 3 itens que compõem o indicador apresentaram melhora, mas permanecem na faixa pessimista”, explicou a Firjan, revelando que o resultado pode estar atrelado à demanda, que segue baixa.

Ainda segundo a Firjan, o resultado geral do Icei-RJ, que considera os indicadores de Condições Atuais e Expectativas para os próximos 6 meses, fechou em 46,3 pontos, e embora, ainda apresente algum pessimismo, em comparação com o mês de junho, houve aumento de 9,3 pontos, a 3ª alta seguida após fortes quedas em março e abril.

 

Fonte: Clique Diário

comentários

Estúdio Ao Vivo