12 de fevereiro de 2021 às 17:56

Eike Batista é condenado a mais 11 anos de prisão no Rio


Crédito:Reprodução/Internet

O empresário Eike Batista foi condenado a mais 11 anos e 8 meses de prisão por crimes praticados contra o capital. O empresário também vai ter que pagar R$ 871 milhões de multa.

De acordo com a decisão, a juíza Rosália Monteiro Figueira, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio, decretou a pena por uso de informação privilegiada e manipulação com as ações da petroleira OGX.

Na sentença, Rosália escreveu que Eike “demonstrou fascínio incontrolável por riquezas, ambição sem limites que o levou a operar no mercado de capitais de maneira delituosa, com extremo grau de reprovabilidade” com o objetivo de obter “lucro fácil ainda que em prejuízo da coletividade, ‘acreditando’ em seu poder econômico e na impunidade que grande mal tem causado à sociedade brasileira”.

É a terceira condenação do empresário, que cumpre prisão domiciliar, por crimes relacionados ao mercado de capitais. Pela decisão ser de primeira instância, ainda cabe recurso.

Eike Batista já soma 28 anos de reclusão por crimes contra o mercado financeiro, além de outros 30 anos de condenação relacionados a corrupção em processos ligados à Operação Lava Jato.

 

Fonte: Portal R7

comentários

Estúdio Ao Vivo