24 de agosto de 2020 às 13:59

Flordelis é indiciada como a mandante da morte do marido e cinco filhos do casal são presos


Crédito:Reprodução/Internet

Depois de um ano e dois meses de investigação, a deputada federal Flordelis (PSD-RJ), de 59 anos, vai responder na Justiça como a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo, 42, em junho do ano passado. Além de ser apontada como a responsável pelo crime, a parlamentar e a família foram alvos, nesta segunda-feira, da Operação Lucas 12, que o Ministério Público estadual (MPRJ) e a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) fizeram sobre o caso.

Seis familiares da deputada foram presos e 14 mandados de busca e apreensão sobre a morte do líder religioso foram cumpridos na casa da parlamentar, em Niterói, e em outros endereços ligados à ela, em São Gonçalo, na capital, e até mesmo Brasília. Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Niterói. Houve apreensão de celulares e computadores.

"Ela foi surpreendida com a nossa chegada, chorou um pouco, porque tinha muita gente dentro de casa", revela o chefe do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), o delegado Antônio Ricardo Nunes.

 



 

Fonte: O dia

comentários

Estúdio Ao Vivo