01 de agosto de 2020 às 16:22

Justiça bloqueia bens dos ex-presidentes da Alerj Jorge Picciani e Paulo Melo


Crédito:Alerj/Divulgação

A justiça do Rio de Janeiro decidiu bloquear bens dos ex-presidentes da Alerj Jorge Picciani e Paulo Melo, ambos do MDB. Além dos bens, a decisão do juiz Bruno Bodart, da 1ª Vara de Fazenda Pública, se estende a imóveis e ativos financeiros dos políticos, no Brasil e no exterior.  

Os dois são acusados de improbidade administrativa por receber propina da Odebrecht em troca de contratos de obras e benefícios fiscais.

A decisão alcança ainda Jorge Luiz Ribeiro, ex-assessor de Picciani, e a Andreia Cardoso do Nascimento, ex-assessora de Melo.

 

Fonte: Valor

comentários

Estúdio Ao Vivo