11 de setembro de 2020 às 17:06

MEC divulga edital com novas datas e regras para o Revalida


Crédito:Reprodução/Internet

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) publicou nesta sexta-feira (11) no Diário Oficial da União o edital do Revalida 2020, exame que reconhece o diploma de Medicina obtido em universidade estrangeira.

As incrições começam no dia  21 de setembro e vão até 2 de outubro e devem ser feitas pelo site. A prova será aplicada no dia 6 de dezembro.

Entre os requisitos para participar do Revalida, o formado em medicina em instituição de educação superior estrangeira deve:

- Ser brasileiro(a) ou estrangeiro(a) em situação legal no Brasil;

- Ter CPF (Cadastro de Pessoas Físicas); ser portador e enviar imagens (frente e verso) de diploma de graduação em medicina expedido por instituição de educação superior estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu ministério da educação ou órgão equivalente, autenticado pela autoridade consular brasileira ou pelo processo da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros

A primeira etapa do Revalida é formada por uma prova teórica, dividida em duas partes aplicadas no mesmo dia. Pela manhã, devem ser resolvidos 100 itens objetivos. Na parte da tarde, os participantes precisam responder 5 questões discursivas.

A segunda etapa do exame é uma avaliação prática realizada em estações clínicas, que conta com edital próprio e só poderá ser feita pelos participantes aprovados nas provas teóricas. Eles precisam fazer dez anamneses — “entrevistas” para diagnóstico inicial da doença — em “pacientes” (atores) com diversos sintomas simulados. Quem reprovar na segunda fase pode se reinscrever diretamente nesta etapa nas próximas duas edições consecutivas do exame — anteriormente, era necessário realizar todo o processo desde o início.

 

Fonte: Portal R7

comentários

Estúdio Ao Vivo