Rio das Ostras: Fundação de Cultura divulga resultado parcial do Processo Seletivo para Cadastro de Reservas

Candidatos aos cargos de professor e instrutor têm até amanhã, terça, dia 4, para entrar com recurso

O resultado parcial da Etapa 2 para os cargos de Instrutor e Professor do Processo Seletivo Simplificado para cadastro de reservas do quadro da Fundação Rio das Ostras de Cultura foi publicado na última sexta, dia 30 de abril, na Edição nº 1320 do Jornal Oficial.

Os candidatos foram avaliados por bancas composta por avaliadores especialistas nas áreas e terão até esta terça, dia 4, para entrarem com recursos, caso queiram. Os interessados deverão encaminhar suas manifestações devidamente fundamentadas para o e-mail “prossessoseletivocultura@gmail.com”, com o assunto “RECURSO”, indicando a nota e o número do avaliador a que deseja recorrer (avaliador 1, 2 ou 3). Não serão analisadas mensagens de recurso encaminhadas fora do prazo. O resultado final está previsto para o dia 5 de maio e a Nota Final para os cargos de Instrutor e Professor será composta pelo somatório das notas da Etapa 1 e das três notas da Etapa 2.

De acordo com Jesse da Cruz, um dos pareceristas que participou da banca de avaliação dos candidatos na prova prática da segunda etapa, a iniciativa da Fundação Rio das Ostras de Cultura merece elogio pelo fato de haver uma seleção que passa pelo lecionar, ensinar e mediar arte, o que é de extrema importância, visto que dá oportunidade aos candidatos e candidatas apresentarem suas possibilidades e potencialidades como profissional da área de ensinar a técnica da dança. “A dança apresentou duas categorias – professor e instrutor, sendo esta subdivisão para as faixas etárias que irão lecionar, assim como formação básica das profissionais concorrentes. A maior provocação foi esta seleção virtual que demonstra como realmente estão sendo desenvolvidas as atividades por questões da pandemia do Covid-19, provocando as candidatas a refletir e repensar suas práticas de ensino, visto que estamos por uma plataforma, a uma conexão tecnológica e uma visualidade diferente”, disse.

No caso do nível das candidatas, Jesse ressaltou o empenho de todas na apresentação da prova prática. “No que diz respeito às candidatas, 14 no total, que pudemos avaliar, elas demonstraram primeiramente o esforço de todas para se adaptarem a tecnologia, como colocação da câmera, ângulo, forma de falar, problemáticas de ensino virtual, potencializando a qualidade que as selecionadas poderão propor para este retorno das atividades do Centro de Formação Artística. Sabemos que ser avaliado não é fácil, portanto, há muitas candidatas nervosas. Mas levamos em consideração alguns pontos: plano de ensino apresentado, o edital, o plano de ensino técnico e básico em dança da Fundação e a linguagem e ferramentas apresentadas pelas candidatas. Estes pontos são bases para que possamos avaliar e apontar os valores necessários para adentrar a equipe da Fundação. Finalizo que não existe candidata ruim, talvez umas mais preparadas que outras, mas tentamos, como avaliadores, olhar atentamente para todas as qualidades nas suas diversidades”, analisou.

Na opinião da candidata Marina Bonfim Pacheco, que está tentando uma vaga para professora de flauta, o processo seletivo para o cadastro reserva da Fundação está sendo muito bem organizado. “Achei que teve uma boa organização, com transparência e comunicação eficiente, no geral. A dinâmica da prova prática foi bem legal, com feedback da banca e perguntas ao final”, contou Marina que tem a expectativa de poder realizar bons trabalhos na Fundação.

Comentários