Macaé: Vidas em Redes abordará o “Estado de Ânimo”

Como produzir novos movimentos ao estado de ânimo em meio às crises? Este é um dos temas que será trabalhado na edição do “Vidas em Redes'' desta sexta-feira (11), das 8h às 9h. As inscrições estão abertas através do link do programa. Por meio de práticas da meditação em movimento, Tai-Chi Chuan, Gestalt-Musicoterapia, reflexões filosóficas sobre a vida, poesia e Dança Circular, o Vidas em Redes promove uma política pública de cuidados consigo e com o outro.

Como as nossas formas de sentir a vida, de viver o cotidiano, como nossas vidas se abalam com as situações inesperadas, desvitalizando nosso estado de ânimo? Quais são os caminhos possíveis para perdurar a vitalidade e o ânimo em nossas vidas? Estas questões também serão desenvolvidas nesta sexta-feira.

“Os seres humanos tendem ao crescimento, à expansão e à atualização dos desejos. No entanto, as situações de crises bloqueiam e impedem o fluxo deste estado de ânimo, desta potência anímica que nos movimenta na direção da vida. Podemos aprender com as crises, pois estas são as ocasiões para darmos novas direções e novos caminhos, antes não percebidos, não descobertos pelo hábito de vivermos a vida de forma redundante e repetitiva", afirma o professor doutor Paulo de Tarso de Castro Peixoto, coordenador da Universidade Livre e do Laboratório de Emoções, Afetos, Sociedade & Subjetividade da Secretaria Adjunta de Ensino Superior da Secretaria Educação de Macaé.

Comentários